Publicidade
Veranópolis, domingo, dia 19 de Novembro de 2017
Editorias
  Cidade
Seções
  Agenda
Colunistas
EDITORIAL

Rep√ļblica de ou das bananas?

O Brasil √© uma rep√ļblica. Isso foi determinado no dia 15 de novembro de 1889, pelo Marechal Deodoro da Fonseca, quando a Monarquia foi derrubada contra o desejo da popula√ß√£o que, apenas cinco anos antes, havia eleito apenas tr√™s republicanos para a C√Ęmara dos Deputados. Ent√£o, quando os republicanos perceberam que n√£o conseguiriam instalar a rep√ļblica por meios pac√≠ficos, convenceram Deodoro, que era amigo do imperador, a dar o golpe, derrub√°-lo e proclamar a rep√ļblica. E foi o que aconteceu. Mas o que poucos livros de hist√≥ria contam √© que Dom Pedro n√£o reagiu ao golpe e passou seus √ļltimos anos de vida no ex√≠lio, s√≥ e com poucos recursos, pois quando os republicanos obrigaram a fam√≠lia imperial a ir embora, dando-lhe somente 5 mil contos de r√©is como indeniza√ß√£o pelos danos sofridos, o imperador recusou o dinheiro porque sabia que ele havia sido retirado dos cofres p√ļblicos e exigiu um documento comprobat√≥rio de que o estava devolvendo. E citou a frase: ‚ÄúCom que autoridade esses senhores disp√Ķe do dinheiro p√ļblico‚ÄĚ? Estava a√≠ concretizado o primeiro ato de corrup√ß√£o do regime republicano. No dia 15 de novembro, data em que lembramos que somos uma rep√ļblica, vem √† mente o pejorativo ‚ÄúRep√ļblica das Bananas‚ÄĚ com que o pa√≠s √© brindado frequentemente. Na verdade, o d√≠stico n√£o nos pertence por completo, porque ele designa um Estado, quase sempre latino-americano, que √© politicamente inst√°vel, cuja economia √© prim√°ria, governado por um governo elitista, rico, corrupto e olig√°rquico. O termo surgiu ainda no in√≠cio do s√©culo XX e sempre √© utilizado quando se quer designar um pa√≠s que est√° em situa√ß√£o ca√≥tica, seja econ√īmica, seja socialmente. Portanto, analisando o cen√°rio brasileiro atual, neste exato momento podemos afirmar que somos uma redundante ‚ÄúRep√ļblica das Bananas‚ÄĚ. Mas o termo tem uma hist√≥ria que inicia com o escritor norte-americano O. Henry, que escreveu um livro intitulado ‚ÄúCabbages and Kings‚ÄĚ (Reis e Repolhos) e nele ele utilizou a express√£o ‚ÄúRep√ļblica das Bananas‚ÄĚ para criticar o pa√≠s fict√≠cio de Anch√ļria que, segundo ele, era uma ditadura servil, que explorava de forma opressiva e violenta a popula√ß√£o, tornando seu pa√≠s um grande latif√ļndio no qual se produzia banana. Imitando a arte, Emerson Santiago, no artigo real ‚ÄúRep√ļblica das Bananas‚ÄĚ, lembra que a banana, como produto principal de exporta√ß√£o na Am√©rica Central, √© o melhor exemplo de explora√ß√£o e degrada√ß√£o que a economia baseada no latif√ļndio pode trazer. As primeiras bananas foram exportadas por volta de 1870, e desde ent√£o sua produ√ß√£o e explora√ß√£o foi controlada por governos corruptos, que por sua vez exploravam os latifundi√°rios; e os latifundi√°rios exploravam cada vez mais os pequenos agricultores e camponeses, o elo mais fraco, formando uma corrente maligna de explora√ß√£o e corrup√ß√£o nascida de uma multinacional e que comandou o destino de muitos pa√≠ses americanos. Quanto ao Brasil, parece que, como rep√ļblica, neste 15 de novembro, n√£o h√° muito a comemorar. O Ministro do Supremo Tribunal Federal, Lu√≠s Roberto Barroso, descreveu o Brasil como uma ‚Äúrep√ļblica de bananas devastada pela desonestidade e pela incorre√ß√£o‚ÄĚ. J√° Elio Gaspari, em sua coluna no jornal O Globo, escreveu: ‚ÄúO Brasil n√£o √© uma rep√ļblica de bananas, mas a oligarquia pol√≠tica e empresarial ferida pela Opera√ß√£o Lava-Jato precisa que ele seja.‚ÄĚ E lembrou, por tudo o que aconteceu no Brasil: ‚ÄúRapidamente, o cidad√£o foi da oitava economia do mundo, sede das Olimp√≠adas, para a Terra dos Papagaios, uma rep√ļblica de bananas.‚ÄĚ
EDIÇÃO IMPRESSA

Edição N.º 1347
EDIÇÕES ANTERIORES
Empresa Jornalística Imperatriz dos Vales Ltda. Todos os direitos reservados - 2017
Redação e Administração: Rua 24 de Maio, 950, sala 05 - Veranópolis/RS
Fone/Fax: (54) 3441.4767 - Caixa Postal 71 - CEP 95330-000
E-mail: jornalestafeta@terra.com.br